• Velcon

Precificação: por que ela é tão importante para seu consultório médico?



Falar sobre finanças e precificação em clínicas e consultórios médicos é sempre muito importante, principalmente quando se quer gerenciar com eficiência o seu negócio.

O controle das movimentações financeiras é um dos mais fortes de uma gestão de sucesso.


Uma ação muito importante para a saúde financeira de seu negócio é a precificação de produtos e serviços.

No mercado médico isso acontece no momento de calcular o valor de uma consulta médica.

A precificação de suas consultas é peça chave na estrutura financeira de sua clínica ou consultório médico. Portanto, deve ser feita com muita atenção.

Fazer a precificação de seus atendimentos demanda da análise de diversos fatores.

Tais como: pagamento das contas básicas, a remuneração dos colaboradores, o investimento na estrutura e a margem de lucro, entre outros.

Saber escolher com que convênios médicos você deseja trabalhar também é algo importante.

Afinal de contas ele está diretamente ligado ao seu caixa e, portanto, com setor financeiro.

Para que você não estabeleça um preço tão alto a ponto de espantar pacientes, nem tão baixo que acabe prejudicando sua lucratividade, leve em conta 4 elementos:

· Despesas;

· Sua lucratividade (capital de giro);

· Concorrência;

· Público alvo.

Confira como calcular a hora clínica e precificar o seu atendimento da forma correta:


1. Considere todas as despesas da sua clínica!

Um consultório ou clínica médica apresenta a lucratividade como um dos objetivos finais principais de suas operações.

Portanto, o preço da consulta deve ser adequado ao seu público-alvo, e também ser o suficiente para pagar todas as despesas ao final do mês. Tudo isso, garantindo uma boa margem de lucratividade.

Para tanto, considere as seguintes despesas fixas:

· Salários e encargos trabalhistas de colaboradores, como recepcionista e zelador;

· Custos com a limpeza do ambiente;

· Compra e/ou o aluguel de materiais diversos e equipamentos;

· As contas de água, energia, telefone e internet;

· O aluguel e o condomínio;

· Todos os impostos.

Além das despesas fixas citadas acima, é necessário considerar os custos com a formação da sua equipe: cursos, capacitações, simpósios etc.

Lembre-se de sempre registrar estes custos e despesas, para que você acompanhe a queda ou aumento desses gastos com o passar do tempo.

Afinal de conta, sua precificação deve ser revista e reconsiderada com o passar dos anos.

2. Identifique e saiba a margem de lucratividade da clínica ou consultório médico

Assim como as despesas, sua margem de lucro também deve ser considerada e avaliada.

Utilize uma porcentagem que esteja alinhada com a meta de lucro desejada.

Na hora de estabelecer o preço, considere:

· Sua especialidade de atuação;

· Os valores praticados pela concorrência;

· A demanda de médicos que atua na mesma área;

· A forma como o paciente percebe o valor da consulta.

Os investimentos na estrutura e na atualização de seus conhecimentos serão um diferencial na hora de estabelecer a precificação.

Dependendo do problema de saúde que a pessoa tem, ela está buscando por conhecimento específico e de qualidade.

Portanto realmente considere as questões acima na hora de definir o preço da sua consulta.

A melhor maneira de fazer isso é analisar as despesas e o lucro, determinando então o custo do atendimento por hora. Para isso considere o seguinte processo:

· Definição das despesas e divisão de acordo com os meses de funcionamento;

· Contagem dos dias trabalhados por mês e multiplicados pela quantidade de horas trabalhadas por dia;

· Divisão do total de gastos pelas horas trabalhadas, o que leva ao custo do seu atendimento por hora.


3. Analise a concorrência do seu mercado médico

Observar sua concorrência é uma atitude muito importante em todos os aspectos de seu negócio. Isso costuma ser algo muito comum quando falamos sobre marketing.

Porém, não é diferente no que diz respeito à precificação de seus atendimentos.

Então procure saber se o preço da sua consulta está dentro da média cobrada na sua cidade ou região.

Procure verificar tanto a especialidade de atuação do profissional, e o seu nível de experiência.

Afinal de contas, já falamos que a precificação deve ser feita levando em conta o cenário completo de sua clínica ou consultório médico.


4. Estude atenciosamente seu público alvo

Conhecer seu paciente é muito importante para que o médico gestor guie muitas ações dentro de seu negócio.

O mesmo é necessário para estabelecer o preço da consulta de forma precisa.

Para conhecer de fato seu público procure saber as respostas das seguintes: o que esses pacientes procuram?

Quais as expectativas destes pacientes em relação ao seu atendimento? O quanto ele está disposto a pagar pelo seu atendimento?

Para chegar a essas respostas, uma boa ideia é fazer pesquisas. Você terá de fazer perguntas referentes às seguintes situações:

· Qual a renda média dos possíveis pacientes;

· Quais as necessidades principais destas pessoas;

· Qual é o valor a ser pago atualmente pelas consultas;

· Qual o preço que eles estão dispostos a pagar;

· Que valor chamaria a atenção destas pessoas.


Como calcular o valor de uma consulta médica?

Para fazer a formação de preço de atendimentos médicos, os custos e as despesas devem ser incluídos dentro do valor total. Vale destacar que a terceira parte do preço é a margem de lucro.

Esse valor será apenas uma porcentagem sobre os custos da sua clínica ou consultório médico.

Para que a cobrança dos procedimentos e atendimentos seja devida é possível utilizar uma fórmula para descobrir qual o valor ideal para cobrar pelo mesmo. E nesse caso deve-se utilizar o Markup.

O markup é uma porcentagem que se aplica sobre os gastos, a fim de estabelecer esse preço ideal.

Para o cálculo do markup, se utiliza a seguinte fórmula: 100/[100-(DV+DF+LP)]

Onde:

• 100 representa o preço unitário total de venda em percentual;

• DV para Despesas Variáveis;

• DF para Despesas Fixas; e

• LP para Margem de Lucro Pretendida.


Conclusão

Sua clínica ou consultório médico possui custos fixos para funcionar, e eles devem ser levados em conta na hora de precificar seu atendimento.

É importante que você não deixe nenhum dos valores de fora, caso contrário sua precificação não estará correta.

Sempre que se perguntar como calcular o valor de uma consulta médica, lembre-se de levar em conta todos os aspectos acima, garantindo que sua decisão seja assertiva.

O custo do seu consultório médico se reflete diretamente no preço estabelecido da sua consulta.

Uma gestão focada na melhora dos processos e na lucratividade é muito importante no mercado médico. Portanto, é necessário ter como aliado um Escritório de Contabilidade especializado e para isso conte com a Velcon Contabilidade.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo